SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Rafael Scovino Silva em Ter Set 27, 2016 8:12 am

O socialismo em suas inúmeras vertentes marcou o século XX como uma alternativa e uma contestação dos pressupostos do liberalismo que se expandiu da Revolução Inglesa até a Hegemonia nos anos 90.

As vertentes marxistas-leninistas foram marcantes nesta história, e muito diferente do dogmatismo cego sempre trataram de se aperfeiçoar e se reestruturar para alcançar os objetivos de um levante popular que culminaram nas mais diversas revoluções.

Lênin fez a revolução em uma nação agrária e feudal contestando as téses de Marx & Engels na qual esta se daria nos centros do capitalismo global.
Stálin renovou as téses patrióticas e com a economia planificada deu a vertente de Estado nacional a um movimento anterior sem definição unitária e com ele uniu a URSS e vencera a Segunda Guerra Mundial.
Mao Tsé-Tung levou os camponeses ao poder na China contestando a tése então vigente de que os operários fabris seriam o agente revolucionário de vanguarda.
Ho Chi Minh no Vietnã e Kim Il Sung na Coréia, trouxeram a libertação nacional a pauta do dia no movimento marxista e em posterior a revalorização da unidade e identidade populares e locais contestando a tése da uniformidade da cultura proletária.
Na atualidade a idéia Juche norte-coreana e o Bolivarianismo latino-americano trazem o marxismo ao plano identitário.

O ideal socialista esteve eivado por téses cosmopolitas que advogavam a supressão das identidades dos póvos, o ódio a ordem e a hierarquia, o progressismo moral que não passavam sempre de ideais burgueses, não a toa centrados nas classes médias.
O povo comum, mesmo oque fez e influenciou o rumo de revoluções as fez por outras pautas.
O povo lutou em defesa de sua terra, de sua identidade, de seus valores, do trabalho digno e por uma ordem que significasse justiça.
Foi o aspecto nacional, identitário e trabalhista que guiou o povo comum e não o senso cosmopolita, progressista e em muito ocidentalista pois centrado em ideais do Ocidente moderno.

É isso que busca o Socialismo Identitário, fazer uma revolução de libertação nacional com base nos valores e anseios populares.

Uma revolução popular, nacional, trabalhista e acima de tudo identitária.

Em oposição ao progressismo, o retorno a ancestralidade aonde se encontra "a alma viva de um povo".
Em oposição ao ódio a ordem e a hierarquia, o reforço a mesmas que se pautem na defesa dos que trabalham e produzem.
Ordem não é sinônimo de opressão e hierarquia não é sinônimo de elitismo.
Retornar a estes o seu significado ancestral é coerente com o socialismo, pois é retornar a uma organização autóctone anterior as formas de opressão classistas.

E em muitos pontos este foi o eixo de construções como a Jamahya Líbia, a Coréia Juche e o Bolivarianismo latino-americano.

E como restauração da identidade, o reencontro do ser humano com sua identidade plena, que inclui um modo de produção que o dê bem-estar material, mais que vai para muito além disso.
Está em suas tradições milenares e vivas que o ligam ao espaço que habitam.
Está na conjução do homem físico e mental com o espiritual.
O intelecto, e para além do intelecto, o que é sagrado e transcendente.
Só pode haver socialismo, a plenitude do homem, com um homem integral, reconhecido em todas as potências de sua existência.
E coordenada a plena existência do homem, a sua irmandade que passa do núcleo familiar a identidade local e com base nesta unidade se apresentarem em relações fraternas com toda a humanidade.

É assim que o Socialismo Identitário se apresenta e convida a estruturar como alternativa.
avatar
Rafael Scovino Silva

Mensagens : 19
Data de inscrição : 20/09/2016
Idade : 31
Localização : Rio de Janeiro

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Neto em Ter Set 27, 2016 2:55 pm

Perfeito, camarada. E creio profundamente que essa é a nossa missão, enquanto vanguarda intelectual: gestar um modelo nacionalista específico ao caso brasileiro atual. A QTP é só o ponto de partida.
avatar
Neto

Mensagens : 14
Data de inscrição : 18/09/2016
Idade : 25

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Jean Carvalho em Sex Set 30, 2016 12:31 am

Há elementos fortemente nacionalistas no socialismo e no comunismo, que, inclusive, são rejeitados pelos setores de Direita por puro reacionarismo (como a nacionalização de indústrias e setores vitais, a estatização da exploração de recursos estratégicos, etc.).

Um dos pontos fortes do socialismo patriótico, bem similar ao do fascismo, é o apoio à construção de uma estrutura militar forte e de amplas bases sociais.
avatar
Jean Carvalho
Admin

Mensagens : 72
Data de inscrição : 24/08/2016

Ver perfil do usuário http://acaoavante.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Mateus Silva em Sab Fev 11, 2017 4:31 pm

Bom texto. Gostaria de trazer alguns pontos para reflexão.

Podemos perceber uma queda na popularidade no bolivarianismo. Tanto o Maduro quanto Morales já não tem a mesma popularidade que tinham. A Venezuela está com problemas como a alta inflação e a economia do país não vai bem principalmente devido a baixa do preço do barril de petróleo. Meu ponto é, como implantar um socialismo identitário hoje sem repetir os erros do passado?

Outra coisa, observando a Rússia, percebo o reavivamento das questões tradicionais e religiosas está dando certo. O bom relacionamento entre igreja ortodoxa russa e o governo tem aumentado a popularidade de Putin. Acredito que o ser humano por mais evoluído que seja, sempre será conservador. Não seria interessante também levar em consideração aspectos religiosos?

Mateus Silva

Mensagens : 2
Data de inscrição : 06/02/2017

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Jean Carvalho em Seg Fev 13, 2017 8:49 am

O Chavismo como alternativa à Venezuela é, em si, uma proposta interessante de autonomia política frente aos EUA. Entretanto, se esgotou porque, como você mesmo apontou, a economia venezuelana se tornou quase que totalmente dependente da exportação de petróleo (mesmo em crise, o combustível por lá continua muito mais barato do que o vendido no Brasil).

Chávez devera ter fomentado mais um parque nacional industrial na Venezuela; Maduro falha como continuador político e o governo venezuelano enfrenta um embate com a burguesia do próprio país e do exterior, que sabota intencionalmente a economia do país (o governo venezuelano descobriu imensos galpões onde empresários mantinham alimento estocado, sem destiná-lo aos supermercados, intencionalmente).

Mateus Silva escreveu:Meu ponto é, como implantar um socialismo identitário hoje sem repetir os erros do passado?

A implantação desse "socialismo identitário" precisa, a meu ver, corrigir dois defeitos principais: o dogmatismo em torno do Marxismo (como se não houvessem outras vias para se construir um socialismo, e como se já não houvesse socialismo antes de marxismo) e a falta de dinamismo econômico.

Invariavelmente, os países mais socialistas são "marginalizados" no panorama econômico. Hoje, é possível prospectar novos parceiros sem sacrificar as relações econômicas. E é possível construir uma via socialista sem os vícios marxistas (compreendemos, por exemplo, que é necessário fomentar uma forte estrutura industrial interna, no Brasil, seja privada ou pública, para dinamizar a economia nacional - coisa que os marxistas não compreendem ou só enxergam nos termos do dualismo de classes).

Mateus Silva escreveu:Não seria interessante também levar em consideração aspectos religiosos?

É exatamente essa leitura que fazemos no Avante. A espiritualidade está mesmo acima da própria política e é um elemento importante para o inconsciente coletivo, a moralidade e a própria estruturação cultural dum povo.

A moralidade fornecida por uma cosmovisão religiosa não pode ser substituída por meras repetições e slogans mecânicos, nem por um dogmatismo burocrático; o Estado deve reconhecer esses valores religiosos (tanto das religiões majoritárias quanto minoritárias, em critérios que podemos discutir melhor) e coibir qualquer política ou prática que tente marginalizar o credo do povo.
avatar
Jean Carvalho
Admin

Mensagens : 72
Data de inscrição : 24/08/2016

Ver perfil do usuário http://acaoavante.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: SOCIALISMO IDENTITÁRIO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo


 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum